A campanha , que acontece desde 2014 no Brasil, tem como objetivo conscientizar a população e informá-la sobre o , além de estimular o debate acerca deste tema em específico e sua prevenção.

Tal campanha iniciou-se a partir dos esforços entre o CVV (Centro de Valorização da Vida), o CFM (Conselho Federal de Medicina) e a ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria). Setembro é um mês bastante emblemático e significativo, visto que o dia 10/09 é definido como o “Dia Mundial de Prevenção do Suicídio” e, por isso, as campanhas, ações e divulgações desta ordem ganham força neste período.

A realidade do suicídio no Brasil é alarmante. Segundo trecho retirado do site da campanha Setembro Amarelo, “pelos números oficiais, são 32 brasileiros que se matam por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. O suicídio tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas. A esperança é o fato de que, segundo a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos”.

É preciso FALAR sobre o tema, e não fugir dele. A fuga não resolve o problema, mas o tratamento adequado e o apoio sim.

Atualmente, as produções culturais abordam amplamente as questões referentes ao suicídio em suas tramas. Confira, abaixo, algumas indicações de filmes e séries que retratam sobre aspectos do tema e o seu inerente sofrimento psíquico:


13 REASONS WHY – OS TREZES PORQUÊS (2017 | 1ª temporada)
Após o suicídio de uma colega, um colega de turma recebe fitas que revelam os motivos de sua decisão.*

GRETA (2009 | 1h31min)
Uma adolescente com tendências suicidas vai passar o verão com os avós e conhece um ex-presidiário que muda sua vida.*
É interessante, neste filme, perceber as influências que o suicídio de pessoas próximas exercem sob os outros indivíduos (família, por exemplo) e seu desenvolvimento ao longo da vida.

O SUBSTITUTO (DETACHMENT)
Henry Barthes, assombrado por um passado conturbado, escolhe ser professor substituto – nunca na mesma escola por mais que algumas semanas, nunca permanecendo tempo suficiente para formar qualquer relação com os alunos ou colegas. Quando uma nova missão o coloca numa decadente escola pública, o isolado mundo de Henry é exposto por três mulheres que mudam a sua visão sobre a vida; uma estudante, uma professora e uma adolescente fugitiva.** A temática do suicídio é abordada também neste filme.

*Sinopses retiradas do site da Netflix.
** Sinopse retirada de Loja Virtual.

Assista aos filmes sugeridos na NETFLIX, digitando os nomes na barra de busca da plataforma. Ou, se preferir, compre-os clicando AQUI.

VOCÊ CONHECE ALGUÉM QUE PRECISA DE AJUDA?

O Centro de Valorização da Vida (CVV) é uma entidade sem fins lucrativos que atua gratuitamente na prevenção do suicídio desde o ano de 1962. Há, por meio deste serviço, a disponibilização de telefones que contam com equipe capacitada para ajudar indivíduos com ideias suicidas. O CVV oferece apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo gratuitamente todos que queiram ou precisem conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e Skype 24 horas todos os dias.

LIGUE PARA O CVV – DISQUE 141. OU, ENTÃO, ACESSE O SITE CLICANDO AQUI.

A psicoterapia também é indicada, para aqueles que tenham acesso à ela. O importante, no entanto, é procurar ajuda. Falar sobre, sem medos. Porque a vida é igualmente IMPORTANTE.

Links Úteis: SITE DA CAMPANHA SETEMBRO AMARELO. CLIQUE AQUI PARA ACESSÁ-LO.
SITE DO CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA – CVV. CLIQUE AQUI PARA ACESSÁ-LO.

SETEMBRO AMARELO: Precisamos falar sobre o SUICÍDIO
Classificado como: