Famema divulga edital de processo seletivo para Residência Multiprofissional com vagas para Psicologia. Confira!!!

371

Faculdade de Medicina de Marília () divulgou no último dia 14/11 edital para inscrições no processo seletivo para a  Integrada Multiprofissional em Saúde. São 06 (seis) vagas para a área de Psicologia. Confira as informações mais importantes extraídas do edital!

Informações gerais

A Residência Integrada Multiprofissional em Saúde compreende as Áreas:

  • Materno Infantil;
  • Urgência;
  • Saúde Coletiva;
  • Atenção Cirúrgica Especializada
  • Saúde Mental.

O início das atividades para os aprovados no processo seletivo será o dia 01/03/2018 sob o regime de dedicação exclusiva, perfazendo a  carga horária de 5.760 (cinco mil, setecentos e sessenta) horas, distribuídas em atividades teóricas, práticas e teórico-práticas, sob a forma de treinamento em serviço, realizadas durante o período da residência, que é de, no mínimo, 02 (dois) anos.

As atividades se desenvolvem em atividades com carga de 60 (sessenta) horas semanais, com direito a uma folga semanal e 30 (trinta) dias consecutivos de férias, podendo ser fracionado em dois períodos de 15 (quinze) dias, por ano de atividade.

Os Residentes matriculados receberão bolsas de estudos cujo valor na data do edital é de R$3.330,43 (três mil, trezentos e trinta reais e quarenta e três centavos), sendo que tal valor está sujeito a retenção tributária e previdenciária previstas em Lei.

A residência acontecerá na rede de atenção à saúde, compreendendo os diversos e distintos cenários de cuidado. A atenção à saúde, gestão em saúde, educação em saúde e pesquisa em saúde são áreas a serem desenvolvidas na prática profissional do residente de todos os programas. Assim são considerados os distintos ciclos da vida, o cuidado as necessidades individuais e coletivas nos diferentes e diversos pontos de atenção e gestão que compõem a rede de saúde: rede básica de atenção à saúde, rede de urgência, rede hospitalar, rede de atenção ambulatorial especializada, incluindo as ações de núcleo específico profissional e às referentes ao campo da saúde multiprofissional.

Ao final do período de residência, haverá a expedição de certificado de conclusão do programa, se devidamente em termos e cumpridas as exigências avaliativas, conforme edital.

Cronograma do processo seletivo

O quadro abaixo demonstra as etapas do concurso.

Inscrições

As inscrições estão abertas de 14/11/2017 até as 23h59 do dia 11/12/2017 pelo site http://www.famema.br/residenciaintegrada

O candidato deverá visualizar a página de processos seletivos, clicar sobre o processo seletivo em questão, clicar na opção de inscrições e, em seguida, no link “Faça aqui sua inscrição”.

Será aberto um sistema para preenchimento da ficha de pré-inscrição pelo candidato, inclusive com a opção de selecionar a especialidade área pretendida.

Conforme consta no edital,  após o preenchimento, a ficha será enviada on-line pela Internet e o candidato receberá uma mensagem para EFETUAR UM DEPÓSITO BANCÁRIO IDENTIFICADO OU TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA na agência e conta informados na alínea “c” do item “IV” do edital.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais), que poderá ser pago até o dia 11 de dezembro de 2017, efetivando assim a sua inscrição, após o envio do comprovante por e-mail: [email protected] ou [email protected], o candidato receberá uma mensagem, por e-mail, que sua inscrição foi efetivada. Em caso de feriado ou evento que acarrete o fechamento de agências bancárias na localidade onde se encontra o candidato, o depósito identificado ou transferência bancária, deverão ser feitos com antecedência.

Há a possibilidade, conforme detalhado procedimento que deve ser observado no edital, de redução de taxa de inscrição pela metade para candidatos que, cumulativamente:

I – Sejam estudantes, assim considerados os que se encontrem regularmente matriculados em:
a) curso pré-vestibular;
b) curso superior, em nível de graduação ou de pós-graduação;
II – Percebam remuneração mensal inferior a dois salários mínimos, ou estejam desempregados;

Para mais informações sobre as inscrições, confira o Edital Famema nº 03/2017.

Vagas

O Edital Famema nº 03/2017 conta com vagas para diversas profissões, dentre elas a Psicologia, com 06 (seis) vagas ao todo. Além da Psicologia, também estão previstas vagas para Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Fonoaudiologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional.

Dentre as áreas oferecidas na residência para Psicologia, encontram-se 02 (duas) vagas em Saúde Mental, 01 (uma) vaga em Atenção Cirúrgica Especializada, 01 (uma) vaga na área Materno Infantil, 01 (uma) em Urgência e 01 (uma) em Saúde Coletiva. Confira no quadro abaixo:

Exame de Seleção

A seleção contará com 02 (duas) fases, sendo a primeira fase a prova escrita e a segunda fase a análise de currículos.

1ª Fase: Prova Escrita
– 1ª Parte: Prova objetiva, de caráter eliminatório, contendo 60 (sessenta) questões de múltipla escolha, valendo 1,0 (um) ponto cada, num total de 60 (sessenta) pontos. A prova objetiva contará com questões nas categorias Português, Atualidades, Saúde Coletiva e Conhecimento específico de Psicologia na rede de atenção à saúde, conforme divisão mais abaixo.

– 2ª Parte: Prova de redação, na modalidade narrativa reflexiva, de caráter classificatório, comum a todos os candidatos valendo 30 (trinta) pontos.

A estrutura da prova objetiva é a que segue no quadro abaixo.

O candidato que obtiver número de acertos inferior a 60% (sessenta por cento) da prova objetiva (ou seja, acertar menos que 36 questões) será automaticamente eliminado. Também será eliminado o candidato que zerar qualquer das categorias de provas (português, atualidades, saúde coletiva e específica de sua categoria profissional).

2ª Fase: Análise do Currículo

Análise do Currículo: Todos os candidatos classificados na 1ª. Fase deverão trazer, ou enviar pelo correio por Aviso de Remessa (AR) seu currículo documentado (Xerox de todos os documentos citados), no formato do Currículo Lattes, ORGANIZADO conforme Quadro 1, do item VIII do edital, sendo o valor máximo correspondente a 10 (dez) pontos, no período de 04/01/2018 a 10/01/2018 constante do edital para o endereço: Processo Seletivo de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde – Av. Monte Carmelo, 800, Fragata – Marília – SP – Cep 17.519-030.

Data e local da prova escrita

A prova objetiva e narrativa terá duração de 4 (quatro) horas e será realizadas na cidade de Marília, no dia 17 de dezembro de 2017, com início às 09h00, em local a ser definido e divulgado no site: www.famema.br/residenciaintegrada com antecedência de 48 horas antes da prova.

O candidato deverá observar atentamente as orientações constantes no edital sobre a realização da prova (quais documentos originais servem como identificação, chegada com antecedência mínima de 30 minutos do horário previsto para início da prova, materiais permitidos etc.).

Nota final

A nota do candidato será obtida pela somatória dos pontos da prova objetiva, da redação e da análise do currículo, conforme quadro abaixo.

Referências sugeridas

Seguem as referências sugeridas no edital para as categorias de Saúde Coletiva e de Conhecimentos Específicos 

  • Saúde Coletiva

BRASIL. Ministério da Saúde. A política de saúde no Brasil nos anos 90: avanços e limites. Ministério de Saúde; Brasília: MS, 2002. 52p. (Série B. textos básicos de saúde).

BRASIL. Ministério da Saúde. Pactos pela vida, em defesa do SUS e de gestão: diretrizes operacionais. Brasília, 2006, 76p. (Série A, Normas e Manuais Técnicos. v.1). http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pactovolume1.pdf>

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção de Saúde/MS, Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção à saúde. Brasília: Ministério da saúde, 2006. 60p. (Serie B – Textos básicos de saúde).

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação em Saúde. Política nacional de educação permanente em saúde. Brasília, 2009. 63 p.Serie B: Textos básicos de saúde. Serie pactos pela saúde; v.9

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. HumanizaSUS: Documento base para gestores e trabalhadores do SUS / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. – 4. ed. – Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2008. 72 p. : il. color. (Série B. Textos Básicos de Saúde)

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. HumanizaSUS: Política Nacional de Humanização: a humanização como eixo norteador das práticas de atenção e gestão em todas as instâncias do SUS / Ministério da Saúde, SecretariaExecutiva, Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. – Brasília: Ministério da Saúde, 2004. 20 p.: il. – (Série B. Textos Básicos de Saúde)

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. Acolhimento e classificação de risco nos serviços de urgência / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. – 1. ed. 1. reimpr. – Brasília : Ministério da Saúde, 2010. 56 p. : il. color. – (Série B. Textos Básicos de Saúde)

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. Clínica ampliada e compartilhada / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. – 1. ed. 1. reimpr. – Brasília : Ministério da Saúde, 2010. 64 p. : il. color. – (Série B. Textos Básicos de Saúde)

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. Gestão participativa e cogestão / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. – 1. ed. 1. reimpr. – Brasília : Ministério da Saúde, 2010. 56 p. : il. color. – (Série B. Textos Básicos de Saúde)

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. O Humaniza SUS na atenção básica / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. – 1. ed. 1. reimpr. – Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 40 p. : il. color. – (Série B. Textos Básicos de Saúde)

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. Redes de produção de saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. – 1. ed. 1. reimpressão – Brasília : Ministério da Saúde, 2010. 44 p. : il. color. – (Série B. Textos Básicos de Saúde)

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. Trabalho e redes de saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. – 1. ed. 1. reimpr. – Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 44 p. : il. color. – (Série B. Textos Básicos de Saúde)

Brasil, A construção Social da Atenção Primária em Saúde. disponível em http://www.conass.org.br/biblioteca/pdf/A-CONSTR-SOC-ATEN-PRIMSAUDE.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diretrizes do NASF: Núcleo de Apoio a Saúde da Família / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 152 p.: il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Caderno de Atenção Básica, n. 27) Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/cadernos_ab/abcad27.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. HumanizaSUS: Marco-teórico da Política Nacional de Humanização. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/humaniza_sus_marco_teorico.pdf.

BRASIL. Lei nº. 8080, de 19 de setembro de 1990 – Lei Orgânica da Saúde (LOS) – Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8080.htm

BRASIL. Decreto 7508/11 | Decreto nº 7.508, de 28 de junho de 2011. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/D7508.htm

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Política Nacional de Atenção básica. 2012. http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/pnab.pdf

Brasil, Ministério da Saúde. Portaria nº 3.390, de 30 de dezembro de 2013. Institui a Política Nacional de Atenção Hospitalar (PNHOSP) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), estabelecendo- se as diretrizes para a organização do componente hospitalar da Rede de Atenção à Saúde (RAS). Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt3390_30_12_2013.html

CAMPOS, G.W.S.; MINAYO, M.C.S.; AKERMAN, M.; DRUMOND Jr, M.; CARVALHO, Y.M. (orgs.) Tratado de Saúde Coletiva. 2a edição, São Paulo: Hucitec, Rio de janeiro: Fiocruz, 2008.

CAMPOS, G.W.S., GUERRERO, A.V.P. (orgs.) Manual de Práticas de Atenção Primária- Saúde Ampliada e Compartilhada. São Paulo, Hucitec, 2008. Capítulos 7, 11, 12 e 13.

GONZALO, V.N., MALIK, A.M. Gestão em Saúde [reimpr.]- Rio de janeiro: Guanabara Koogan, 2012.

PAIM, J.S., ALMEIDA FILHO, N. A crise da saúde pública e a utopia da saúde coletiva. Salvador: Casa da qualidade Editora, 2000.

PINHEIRO , R.; SILVA JUNIOR, G.A.(orgs.) Por um sociedade cuidadora. 1a edição, Rio de Janeiro: Cepesc: IMS/ UERJ: ABRASCO, 2010.

ROUQUAYROL, M. Z.; ALMEIDA FILHO, N. Epidemiologia e saúde. 7. ed. Rio de Janeiro: Med Book, 2013, 736p.

  • Conhecimentos específicos para Psicologia

ANGERAMI, V.A. (Org). Psicossomática e suas interfaces: o processo silencioso do adoecimento. São Paulo: Cengage Learning, 2012. 397p.

CABRAL, S. A; LEVANDOWSKI, D. C. Resiliência e psicanálise: aspectos teóricos e possibilidades de investigação. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, v. 16, n. 1, p. 42-55, 2013.

CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL DO PSICÓLOGO, 2011.

CORDIOLI, A. V. Psicoterapias: abordagens atuais, 2ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

DALGALARRONDO, P. Psicopatologia e Semiologia dos Transtornos Mentais. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000. 271 p.

DOESCHER, A. M. L; HENRIQUES, W. M. Plantão psicológico: Um encontro com o outro na urgência. Psicologia em Estudo, v. 17, n. 4, p. 717-723, 2012.

EIZIRIK, C. L. (Org.) O ciclo da vida humana: uma perspectiva psicodinâmica. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001. 200p.

FADIMAN, J.; FRAGER, R. Teoria da Personalidade. Editora Harbra. São Paulo, 1986.

FRANCO, M. H. P (Ed.). A intervenção psicológica em emergencias : Fundamentos para a prática. Summus Editorial, 2015.

ISMAEL, S. M. C. (org). A prática psicológica e sua interface com as doenças. São Paulo: Casa do psicólogo, 2005-(Especialização em psicologia hospitalar).

KNOBEL,E. Psicologia e Humanização- Assistência aos pacientes graves. São Paulo: Atheneu,2008. 374p.

KOVÁCS, M. J. Morte e Desenvolvimento humano. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1992.

KOVÁCS, M. J. Morte e existência humana – Caminhos de Cuidados e Possibilidades de Intervenção. São Paulo: Guanabara Koogan, 2008. 244p

OMS: Classificação de Transtornos Mentais e de comportamento da CID10*:1descrições clínicas e diretrizes diagnósticas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

POLIGNANO, M. V. História das Políticas de Saúde no Brasil: Uma pequena revisão. Acesso: http://www.medicina.ufmg.br/dmps/internato/saude_no_brasil.rtf

ROMANO, B. W. Princípios para a prática da psicologia clínica em hospitais. São Paulo: Casa do psicólogo, 1999. 145 p.

SPINK, M. J. P. Psicologia em diálogo com o SUS. Casa do Psicólogo, 2007.

ZIMERMAM, D. E. et al. Como trabalhamos com grupos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997. p. 24 – 40.

ZIMERMAN, D. E. Fundamentos Básicos das Grupoterapias. Porto Alegre: Artes Medicas, 1993. 181p.

 

Mais informações

Recomendamos a leitura completa do edital, cuja primeira versão encontra-se disponível neste link: Edital Famema nº 03/2017.

É importante ficar atento à página do process seletivo para eventuais retificações do edital e divulgações de outras informações.

Para acessar a página do processo seletivo, clique aqui.